Confira 7 fotos raras de Adolf Hitler

O partido nazista possuía uma complexa e ambígua estrutura de comando. Em sua intricada rede hierárquico-funcional não havia órgão de deliberação colegiada para definir a estratégia do partido

Por Sérgio Alves e Davi Bandeira | Fotos: Bundesarchiv/Arquivo Federal Alemão | Adaptação web Caroline Svitras

O NSDAP, do qual Hitler era a principal liderança, cresceria continuamente dos seus sessenta integrantes iniciais, em 1920, para 27 mil, em 1925, e para 800 mil, em 1931. Chegou a aproximadamente nove milhões de membros ativos, ao término da Segunda Grande Guerra, em 1945, quando então foi dissolvido e declarado ilegal. Dentre esses milhões de militantes nazistas havia cidadãos comuns, íntegros e de vida pregressa ilibada; mas alguns desses – notadamente os que estavam direta e pessoalmente ligados ao carismático líder, ocupando cargos de chefia no Partido ou em organizações nazistas – aboliram o seu livre-arbítrio e se omitiram de avaliações ético-morais para cometerem crimes hediondos em nome de uma causa fundada, em larga escala, no preconceito, na intolerância e no terror.

 

 

Hitler, na janela da Chancelaria do Reich , recebe uma ovação na noite de sua posse como chanceler, 30 de janeiro de 1933 | Foto: Bundesarchiv/Arquivo Federal Alemão
« 2 de 7 »

 

Revista Leituras da História Ed. 85

Adaptado do texto “Totalitarismo e carisma”