Tesouro viking encontrado na Alemanha

Moedas de prata, pérolas e colares faziam parte do conteúdo encontrado

Por Redação | Adaptação web Renê Saba

Luca Malaschnichenko, de 13 anos, e René Schön, voluntário de um programa de arqueologia local, ao fazerem um rastreamento com detector de metais em Rügen, ilha ao norte da Alemanha, depararam-se com um tesouro de moedas de prata, pérolas, colares, broches e até um martelo de Thor, do final do século 10º que pertenciam ao antigo rei Haroldo I, um.

O papel dos Estados Unidos no golpe de 64

“Apesar de terem recuperado algumas peças, eles chamaram os arqueólogos que, ao escavarem a área do achado, foram surpreendidos por centenas de moedas e joias com inscrições, que pertenceram ao rei Haroldo I,  o viking que fundou o Império da Dinamarca, converteu-se ao cristianismo, o introduziu em seu país e, após perder uma batalha contra seu próprio filho, fugiu para Mecklemburgo-Pomerânia, trajeto no qual enterrou vários tesouros, como atesta o grande lote de objetos de ouro pertencente à família dele, que foi encontrado em 1873 em uma ilha próxima de Hiddensee”, explicou Detlef Jantzen, arqueólogo chefe do Estado de Mecklemburgo, Pomerânia Ocidental.

Rumo à democracia: o papel de João Figueiredo

Para ler mais, garanta a revista Leituras da História Ed. 115 nas bancas ou clicando aqui!